APRENDIZAGEM NA ERA DIGITAL

Tecnologia, termo de origem grega. “Tekne” está relacionado à técnica ou ofício, “logos” que se relaciona a conjunto de saberes. Sendo assim podemos entender tecnologia como um conjunto de saberes para aprimorar uma técnica ou ofício com vista a satisfazer as necessidades humanas.


Uma transformação digital estruturada se faz necessária. Aprender e compreender o novo processo de aprendizagem pelo meio digital com a ajuda da tecnologia é mandatório. Deve-se entender como cada aluno pode aprender em cada fase de seu processo educacional, por meio de conteúdos digitais e plataformas de aprendizagem.

Contudo vale um questionamento, o que é essencial para que haja aprendizagem? Alguns estudos neurocientíficos apontam estes estão entre os principais elementos para que a aprendizagem aconteça:

· Atenção à informação comunicada.

· Relação emocional com o tema, informação.

· Percepção intrínseca ou extrínseca de motivação.

· Ambiente favorável para aprendizagem.

· Relações sócio afetivas.

· Geração de memórias.


Quando nos deparamos a criação de conteúdos digitais devemos levar em conta os aspectos essenciais para se alcançar a aprendizagem, assim como a criação de objetos educacionais capazes de estimular o usuário de maneira multissensorial. Como vimos no processo cognitivo para garantir o aprendizado, precisamos gerar memórias de longo prazo, para isso devemos consolidar sinapses neurais, que por sua vez precisam receber estímulos repetitivos até que possam ser consolidadas. Indo além, se neste processo o cérebro ativa múltiplas áreas de processamento de informação e necessita perceber significância para assimilar um conteúdo, podemos dizer que conteúdos comunicados com estímulos multissensoriais fazem mais sentido do que conteúdos unimodais. Por isso a criação de OEDs, objetos educacionais digitais se faz necessário neste sentido.

Em súmula, estamos falando sobre comunicação, e partindo do princípio que para que uma comunicação aconteça precisamos dos seguintes itens:


Podemos entender que ainda nos falta um ponto fundamental deste processo. Uma plataforma de aprendizagem. Para se alcançar uma comunicação efetiva precisamos de um canal que comunique os conteúdos elaborados. A plataforma ideal deve estar preparada para se adaptar a diferentes necessidades, uma solução que por meio de tecnologia artificial sejam capazes de compreender o comportamento e experiências dos usuários.

Ainda neste sentido é necessário levar em consideração casos específicos como crianças e adolescentes com diagnósticos de transtornos psiquiátricos, como o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), a depressão e ansiedade. Crianças com estes diagnósticos também podem aprender, desde que sejam devidamente estimuladas e acompanhadas por professores, que conheçam estratégias alternativas de aprendizagem.

Em resumo, a aprendizagem não depende apenas do funcionamento cerebral ou de como comunicamos os conteúdos a serem aprendidos. Os contextos sociais, culturais, políticos, econômicos, familiares e escolares são definitivos para a aprendizagem.


As Neurociências, os processos cognitivos e as tecnologias educacionais são apenas mais uma contribuição para se alcançar uma melhor abordagem na educação e assim atingir o objetivo de todo educador, a aprendizagem

#educacao #eradigital #mundodigital

4 visualizações0 comentário