Orientação para Educadores - Mundo das Diferenças



Introdução:

O livro Mundo das Diferenças é um material de apoio para o desenvolvimento de habilidades cognitivas de memória, raciocínio lógico e observação, além de habilidades socioemocionais de autoconhecimento e respeito.

As crianças aprendem através de observações e experiências. Portanto, é importante pensarmos sobre autoconhecimento e respeito às diferenças ao praticamos nossas atividades cotidianas.

Um aspecto que é necessário destacar sobre o tema das diferenças é a importância do cuidado em não expor diferenças que já incomodam a criança ou a família. Se esse for um tema delicado, converse com a coordenação antes da realização das atividades.


Atividades:


Reconhecimento no espelho: Após a primeira leitura do livro, siga as dicas da página 5 de como apresentar o tema às crianças. Vá com as crianças até um espelho e descreva a sua imagem com cuidado e gentileza utilizando novos vocabulários e frases completas, como “eu sou ____ / I am ___” ou “eu tenho ____/ I have ____”. Caso utilize algum acessório, o inclua na descrição e explique como ele te auxilia, por exemplo: “eu uso óculos para enxergar melhor” ou “eu uso aparelho nos dentes para que meus dentes fiquem na posição correta”.


Na sequência, convide um aluno para fazer o mesmo. Caso ele/ ela tenha dificuldade para fazer a descrição, faça perguntas norteadoras, por exemplo: “qual é a cor dos seus olhos?” ou “qual a textura do seu cabelo?”

Após a realização da descrição, faça algum gesto de incentivo à criança como “high five”, por exemplo. Ao realizar essa atividade, tenha em mente que nenhuma característica física é em si boa ou ruim e que a aparência das pessoas é apenas uma parte de quem elas são.


Todos nós amamos pessoas diferentes: Peça às famílias fotos com cada aluno (faça o pedido com antecedência) e explique a atividade que será realizada. Peça previamente às famílias informações que as crianças podem não saber, como grau de parentesco, idade e profissão das pessoas nas fotos. Faça uma roda com as crianças para que elas apresentem as suas famílias e incentive que elas falem o nome e grau de parentesco de todos que moram em suas casas. Caso estejam trabalhando outro tipo de vocabulário, como cores ou vestimenta, incentive que as crianças também utilizem esse vocabulário no momento da descrição. Em outro momento, após todos terem feito a descrição, faça um mural com as fotos que ficará exposto na sala, na altura das crianças, para que elas possam sempre apontar e mostrar suas famílias. Durante a confecção do mural, reforce que todos nós amamos nossas famílias mesmo todos sendo diferentes.


Sim ou não: Essa atividade requer preparação prévia para a sua realização. Separe imagens de objetos que representem atividades (bola de futebol, boneca, panelas, carro, lápis de cor, etc.) e com as crianças separe uma folha em duas partes iguais. De um lado, elas devem colar imagens que representam coisas que gostam e do outro, coisas que não gostam. Após essa atividade, crie dois ambientes na sala de aula: pode ser dentro ou fora de um tapete, dentro ou fora de bambolês, com a mão na parede de um lado da sala ou de outro. O(a) professor(a) deve apresentar as imagens e fazer uma pergunta relacionada a elas, por exemplo: “quem gosta de jogar futebol?” As crianças que gostam ficam dentro do ambiente, como o bambolê, e dizem “eu gosto/ I do” e as crianças que não gostam ficam fora do ambiente, como o bambolê, e dizem “eu não gosto/ I don’t”.


Jogo da memória: Confeccione um jogo da memória com fotos dos alunos e fotos de outras crianças de diferentes etnias e crianças com deficiência. Se as crianças forem muito novas, brinquem de encontrar o par com todas as peças viradas para cima. Esteja preparado para conversar sobre as diferenças apresentadas nesse jogo; a brincadeira serve como uma introdução ao assunto da diversidade e normalização das diferenças.


Sugestões às famílias:

Sempre que iniciar uma nova leitura da Asterium Land, informe as famílias sobre o tema que está sendo trabalhado na escola, envie o livro para a casa, pergunte às famílias como foi a reação das crianças ao realizar a leitura com os familiares e conte a eles como é o momento da leitura na escola.


Caderno viajante: Crie um caderno (físico ou virtual) no qual as famílias possam registrar como foi a leitura do livro em casa, qual parte as crianças mais gostaram e como se identificaram com o tema. Oriente que eles façam algo colorido, com muitas imagens e algumas fotos para que as crianças possam participar desse momento. Sempre que uma família fizer um registro no caderno, apresente-o à turma em uma roda de conversa. O objetivo dessa proposta é engajar a família na leitura do livro Mundo das Diferenças, mostrar para as crianças que ninguém é igual por dentro e valorizar características que nos fazem únicos.


Carta para o meu filho: Peça aos pais uma foto da família e uma descrição carinhosa de seus filhos. Essa atividade deve ser feita em casa ou em um momento de reunião de pais, mas é necessário que seja registrada para ser utilizada em aula. Oriente as famílias para que, neste momento, deem preferência para características que não sejam físicas e falem sobre valores presentes na família: amorosidade, honestidade, respeito, empatia, etc. Se fizer sentido, peça para que elas relacionem características dos adultos com a criança, por exemplo: “ela gosta de andar de bicicleta, como a mamãe, e de suco de melancia, como o papai”. Depois que todas as crianças enviarem esse registro para a escola, faça a leitura de todas as cartas no mesmo dia em uma roda de conversa com elas.


Lembrem-se:

Somos amigos e respeitamos nossas diferenças! O que nos torna especiais é que somos diferentes!


★ Facebook: https://www.facebook.com/asteriumland​


★ Instagram: https://www.instagram.com/asteriumland​


★ Tiktok: https://www.tiktok.com/@asteriumland


★ AsteriumLand: https://www.asteriumland.com​



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo